Mali vence Campeonato Multicultural em evento de integração de refugiados!

Futebol sempre foi integração.

No último sábado (4), o Instituto de Reintegração do Refugiado no Brasil (Adus), em parceria com o Atados, realizou a segunda edição do Campeonato Multicultural. O evento reuniu cinco seleções compostas por imigrantes e refugiados de Burkina Faso, Mali, República Democrática do Congo, Gâmbia e Haiti. Além de voluntários e membros de diversas instituições que apoiam a causa e compuseram os onze que entraram em campo pelo Brasil. O evento ocorreu no Colégio Santa Cruz e começou por volta das 9 horas da manhã, com a chegada dos voluntários e dos times participantes. A primeira partida começou às 10:30, e, dali em diante, com jogos de meia hora de duração, foram horas e mais horas de bola rolando. Nada melhor, certo?

Seguem abaixo algumas fotos que marcaram o evento e que não poderiam estar fora dessa matéria. Confira!

_DSC6499

Num dos jogos de maior destaque da primeira fase, Haiti e República Democrática do Congo chamaram muita atenção.

Primeiramente, apresento-vos o treinador da República Democrática do Congo. De longe, o mais carismático dentre os envolvidos no torneio. Não parava um instante na lateral do campo. Cobrava E MUITO seus jogadores. Corria, gritava, jogava suas coisas no chão. Se dessem a camisa ele entrava em campo pra jogar também. Aliás, dá uma olhada na comemoração desse grande figuraça quando sua seleção marcou um gol.

_DSC7278
Feliz?

Mas tinha jogo do outro lado também. O Haiti tentou reagir, empatou e acreditava no resultado.

Mas não deu. Final: R. D. do Congo 4 x 1 Haiti.

_DSC6464
Jogadores do Haiti comemoram gol contra República Democrática do Congo.

Conforme os jogos iam ocorrendo, uma coisa ficava bem clara: ninguém tava ali só pra brincar não. Afinal, o que seria o futebol se não uma competição?

Jog
Jogador da República Democrática de Congo reclama com companheiro de time após derrota.

Mas é óbvio que isso não é suficiente pra estragar a festa. Discussões aqui, reclamações lá… o futebol sempre acaba vencendo. Mas não é só o futebol que vence. Mali também!

_DSC7594
Mali é campeã do Campeonato Multicultural!

O campeão da segunda edição do Campeonato Multicultural tinha a velocidade de Gareth Bale numa ponta e a agilidade de Neymar na outra. Em sua caminhada rumo ao título demonstrou que tem preparo físico de sobra. Mais que muita seleção profissional por aí. Não tá acreditando? Acha que tô exagerando, né?

Segue em destaque depoimentos de Anderson Camargo, 36, e Tiago Sanchez, 35. Ambos defenderam o Brasil no torneio e tentaram explicar ao Z4 como foi que tomaram acachapantes OITO A ZERO da seleção de Mali. “Nossa. Os caras correm demais! A gente não tava preparado pra isso.”, disse Anderson.

Já Tiago disse que a culpa foi deles do preparo físico: “Você vê o preparo físico do pessoal…faixa etária 30 anos pra cima…galera meio parada no futebol e os caras são muito da correria, no auge da forma física.”

Quando perguntei a eles se ainda dava pra se classificarem à final depois da goleada, a resposta valeu os oito gols que sofreram: “De repente o advogado do Fluminense aparece por aqui, dá uma reviravolta aí, cara. Eu acredito! Sou brasileiro (risos).”

SALVE TORCIDA DO FLUZÃO!

Enfim, depois da eliminação do Brasil, outras seleções também foram deixando a competição. Eis que sobram as duas finalistas: Mali x Burkina Faso. Sei que você, leitor, já sabe que Mali foi campeã. Mas é preciso contar essa final parte por parte, porque teve emoção demais dentro de campo!

_DSC7318
As duas finalistas prontas para a decisão!

O jogo foi digno de uma final. As duas seleções tinham feito ótimas aparições até então, porém, o amante de futebol sabe: Decisão é decisão. Ambas tinham que se provar nos trinta minutos para decidir quem levaria o troféu.

_DSC7348
O CANECO!

Com a bola rolando, muita velocidade dos dois lados e muita disputa entre as equipes. O sol que raiou pela manhã e revezou pelo início da tarde já se transformara em uma fina garoa, que mais tarde ainda viraria uma chuva que complicaria a equipe do Z4 para capturar as imagens, como vocês verão mais abaixo. No entanto, a chuva ainda moldaria um pano de fundo perfeito para a emoção no final de jogo.

Bom, por hora deixo com vocês as imagens da decisão. E QUE DECISÃO!

_DSC7354
_DSC7369
_DSC7406

Mali abre o placar na final!
Mali abre o placar na final!
_DSC7466
Mas Burkina conseguiu arrancar um empate no final da partida…

_DSC7452
_DSC7461
Com um empate em 1 a 1 no tempo normal, o campeão da segunda edição do Campeonato Multicultural sairia nos pênaltis!

_DSC7474
Concentração de Burkina Faso para as penalidades.
_DSC7482
Aquela foto que fala por si só. Goleiro de Mali preparando-se para os pênaltis.

_DSC7490
Hora da verdade!

_DSC7495
Jogador do Burkina isolou a primeira.
_DSC7502
Burkina parou no goleiro na segunda. Oração deu certo.
_DSC7506
E a terceira? Burkina também isolou.

E com esse belo saldo nos penais alá Brasil Copa América 2011, a seleção de Burkina Faso teve o extraordinário resultado de três erros em três cobranças. Intercalando-as, as três primeiras cobranças de Mali foram conferidas, e aí, meu amigo, o resultado você já sabe…

_DSC7514
_DSC7516
_DSC7524
_DSC7537
_DSC7542
_DSC7540
_DSC7551
_DSC7594
Bem, amigos. O título ficou com Mali com todos os merecimentos. Resta-nos aguardar uma possível próxima edição do evento.

Parabéns ao Adus pela iniciativa, ao Atados pela parceria e a todas as entidades e instituições que apoiaram o evento e a causa.

Pois futebol sempre foi e sempre será integração.
Fotos: Breno Zonta
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s